quarta-feira, 6 de maio de 2009

Esse é o cara!

Depois de muito lamentar o tema escolhido pro meu trabalho, começei a me dar conta que de repente, o mundo começou a fazer sentido.
Ontem conversando com uma professora da faculdade, eu percebi que realmente não tem como vc se arrepender de suas escolhas, principalmente se você que ser jornalista!
Tinha escrito outro dia um texto sobre o AI-5, e sem querer o mesmo texto abriu um leque de opções para eu ter ideias sobre o discurso marxista.
Li muito sobre a ditadura no Brasil, e de fato, esse é um tema que eu - modestamente - domino. O que me deixou intrigada é a relação com o restante do mundo, parece que tudo aconteceu ao mesmo tempo e que os anos ainda não passaram.
Analisando o discurso de Martin Luther King até o de Barack Obama, me dei conta de que vivemos a concretização das ideias contestadoras dos jovens de esquerda dos anos 60, mas não sei dizer se concordo ou não com a repressão da época, só posso dizer que pela primeira vez na história o "I Have a Dream" de Luther King passou a ter sentido. O Barack diz que o Lula "is the man!", mas eu discordo, prefiro dizer que ele é o cara!